PAPAGAIO DO REPÓRTER

E A VIOLÊNCIA

Apesar de os maus feitores continuarem suas peripécias no mundo do crime a realidade midiática em que vivemos é capaz de dá um tempo ao tempo e chamar a atenção dos ouvintes, leitores e expectadores para a outra face da moeda. O que se pretende agora é que o mundo tema e atente para o monstro CORONAVIRUS.

E A VIOLÊNCIA II

Enquanto o monstro CORONAVIRUS é a bola da vez, os furtos, roubos, estupros, violência doméstica continuam acontecendo. Pior é que pessoas continuam morrendo por outras causas em razão do precário atendimento no sistema de saúde que sempre foi um caos nesse país, embora estes fatos possam constar das estatísticas, mas nem sempre vão parecer na grande na mídia. “Em tudo há interesses envolvidos. Essa é que sempre foi a verdade”.

 E AS ELEIÇÕES

Já estamos nos aproximando do mês de junho quando as campanhas eleitorais deveriam está pegando fogo nos mais de cinco mil municípios brasileiros, mas por enquanto esse assunto parece ser uma incógnita.

ELEIÇÕES II

Não obstante, deve ter muitos prefeitos e vereadores torcendo para que se prorrogue essa eleição para que eles possam esticar mais um pouquinho seu emprego Público que está prestes a vencer. Pois, como sempre, uma maioria jamais se reelegerão.

ELEIÇÕES III

A bem da verdade, muitos desses empregados do povo estão no bico do corvo, por que pedir voto numa época dessas, com tanto desgastes dos políticos brasileiros não será nada fácil. Mas, para quem é cara de pau, mesmo não tendo o que apresentar, vai lá, da um sorriso entre dentes e uma tapinha nas costas pedindo mais um voto de confiança. E as vezes até ganha. Isso é o pior!

NÃO SEJA COVARDE

No entanto, o ano eleitoral tem um desafio para cada brasileiro, para a cada patriota, o de provar que quer o melhor para o seu País, e que é o verdadeiro dono de sua liberdade e de sua vontade. Por isso você caro eleitor esteja atento, esse é o único momento a cada quatro anos para você expressar o que sente através de seu voto.

HORA DA VERDADE

Cuidado eleitor, escolha bem seu candidato, seja honrado e vote pelo seu país, não se acovarde. Porém, cuidado na escolha, para que daqui a dois anos seu candidato escolhido, não mande você calar a boca.

VOTAR OU NÃO VOTAR

Votar sim. O brasileiro de vergonha na cara vai dá seu voto sim. O brasileiro covarde é aquele que vota mal, ou não vota e depois fica quatro anos reclamando do político que representa a sua comunidade. O seu voto é único e faz muita diferença. Não votar é aceitar a cangalha. Votar é mostrar quem manda numa democracia consciente. Votar é uma honra e cobrar depois é um direito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s