A Apiacás do século XXI enfrenta a crise de cabeça erguida

Nos últimos dez dias tivemos a grata satisfação

fotos stragan (7)
Repórter Lira Netto

de rever amigos e conviver por 10 dias com o pequeno e amável município de Apiacás, cidade localizada no extremo norte de Mato Grosso,  região que está inserida

Dilidencias
Insira Oficial Lira Netto em Diligencias na região do Mandacarú

como o Portal da Amazônia.

Como membro do Poder Judiciário de Mato Grosso, lotado na Comarca de Alta Floresta município mãe de Apaicás, e   no exercício da função de Oficial de Justiça fomos designado para substituir um colega de trabalho por dez dias e relembrar os tempos da origem do município.

Apiacás foi emancipado no ano de 1988, portanto há 30 anos. Na época tivemos a oportunidade e grata satisfação de por determinação da então Juíza da Segunda Vara Cível e Criminal da Comarca de Alta Floresta, Dra. Maria Auxiliadora Delgado Magalhães, (falecida), coordenar o Plebiscito para emancipação do município.

Como oficial de justiça e repórter atuamos por mais de 14 anos em deslocamento constante e semanal entre Alta Floresta

prefeitura
Oficial Lira Netto visitando A Apiacás do Século XXI

e a pequena Apiacás, município que viveu altos e baixos em sua vida econômica e social, passou pela fase do ouro, muitos garimpos e milhares de habitantes com ínfima infra-estrutura.

Sofreu a crise do garimpo entrou na fase da extração vegetal e pecuária e ao longo de três décadas teve boas e más administrações como tantos outros municípios brasileiros. Marcaram para melhor a administração municipal quando da gestão da professora Silda Kochemborger, por dois mandatos e a atual gestão de Adalto José Zago, pelo que pudemos testemunhar nesses dez dias de trabalho e visita ao querido município do qual fazemos parte de sua história.

Apiacás, segundo o último senso do IBGE, registra aproximadamente 10 mil habitantes e é sede de Comarca, tem um Hospital Municipal, destacamento da Polícia militar, uma Delegacia da Policia Civil e o Forum, porém, não tem juiz local está sendo atendida por um Juiz da Comarca de Alta Floresta, que faz atendimentos semanais e quinzenais conforme o fluxo de processos.

O pequeno município naquele rincão de Mato Grosso, apesar da crise econômica nacional, política e moral, vai sobrevivendo com habitantes satisfeitos com o atual gestor, e não tendo uma economia definida, predomina a extração vegetal, pecuária de corte e ainda resquícios de garimpagem aluvionar.

Para alguns pioneiros, o numero apontado pelo IBJE não é exato e o município conta com mais de 10 mil habitantes, Apiacás conta com uma lotérica, postos bancários do Bradesco e Banco do Brasil e uma Agência do SICREDI.

O município já viveu momentos turbulentos na era aurífera, mas atualmente é um bom lugar para viver, está a menos de sessenta quilômetros da MT-208, que é  pavimentada e existe expectativa de ser ligada por asfalto ainda na gestão Zago, até mesmo com a possibilidades desta ligação vir a ser realizada pela MT-206, ligando Apiacás ao município de Paranaíta, cruzando pela região da Mandacarú, onde a pecuária está em franca expansão.

O Município está localizado há aproximadamente 1020 quilômetros da capital Cuiabá. Quando passar por Mato Grosso, visite a nossa querida Apiacás, onde existe terras boas e gente acolhedora, um eldorado para novos empreendedores do agronegócio.

Por Lira Netto

 

Um comentário sobre “A Apiacás do século XXI enfrenta a crise de cabeça erguida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s