Lula Ironizando a própria desgraça

lula preso
Ex-presidente LULA, tentou ironizar a própria desgraça

De fato, a estória do Brasil levará para os seus anais, o que jamais  ficará esquecido,   nem desta e nem das futuras gerações.

O mito, Luiz Inácio Lula da Silva, “LULA”, talvez tenha concretizado um dos mais cruéis crimes contra o Brasil e que em momento algum e quiçá, até por razões jurídicas, se quer foi mencionado.

Se por acaso ele fosse inocente, como diz ele, embora pelo que se sabe, o ex-presidente deixou a ratazana invadir de forma desmedida os seus aposentos, uma vez, que em momento algum quando indagado dos crimes praticados por seus asseclas, disse sempre não ter conhecimento de nada.

O senhor Luiz Inácio Lula da Silva, em sã consciência, há de convir, que mesmo o mais ignorante dos seres humanos, seria incapaz de acreditar, que alguém que tenha a sua casa invadida por ratos, mesmo estando a casa repleta de gatos, o dono da casa nunca ficasse sabendo de nada.

O meu irmão nordestino, e tenho a liberdade de me expressar assim, já que nasci no mesmo Estado que o ex-presidente, em Pernambuco, felizmente, não na mesma cidade. Depois de ironizar decisões judiciais, o seu Lula, ainda teve a audácia de brincar de esconde, esconde, com a mais alta instituição policial deste país. A Polícia Federal.

Ora, para quem já esteve preso tantas outras vezes, em época de sua militância sindical, nesta prisão, o cidadão  Luiz Inácio Lula da Silva, deveria está se sentindo um anjo, pois são tantas as regalias, que parece até, que estão preparando, em vez e uma cela, um camarote especial para o rei da corrupção.

Algo nos leva a imaginar, que hoje foi um dia que, os verdadeiros cristãos brasileiros deveriam estar se perguntando, quão distinta é a justiça dos HOMENS, para com os “homens”; e tão distante da Justiça divina.

O mundo dos homens, sempre foi e sempre será um mundo de castas e de classes sociais, e que estejamos conscientes de que, onde estiver em jogo o poder de comando e o de adquirir tesouros terrenos, jamais haverá na terra igualdade entre os seres humanos.

Depois de prolatada uma decisão da mais alta corte do país, um comandante de quadrilha, que esteve exercendo o mais alto cargo da nação brasileira, preferiu em vez de entrar para a história como uma vítima inocente e cidadão de bem respeitador das leis de seu país, o país que ele mesmo comandou.

Preferiu fazer um jogo político sujo e pousar de coitadinho, com se fosse um santo do pau oco, e por isso não poderia receber algemas nos braços e nem ser atirado em um cárcere como outro brasileiro qualquer.

Depois de ficar comprovado por profundas análises, de vários juízes do Brasil, da primeira e segunda instância, que existe fortes indícios de que o senhor Luiz Inácio Lula da Silva “LULA”, é culpado.

Como brasileiro, que amo minha pátria, tenho que, o acusado não deveria apenas ser preso. Mas, pela honra desta nação, ser algemado em praça pública e destituído de todos os seus direitos políticos e de cidadania até .

Nada justifica, o acobertamento por parte do brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva “LULA”, dos crimes de corrupção praticados por sua corja de ladrões e seus comparsas que dilapidaram esta nação.

Brasileiro que se preza deveria se envergonhar de sair em defesa de quem tanto mal causou ao Brasil. A menos que, a Bíblia fosse uma mentira e que a Constituição do Brasil fosse uma bíblia.

Se o próprio filho de Deus foi amarrado, esbofeteado e cuspido além de cravado com uma coroa de espinhos e duros pregos numa cruz, sem cometer nenhum crime a não ser o de ter curado doentes, ressuscitado mortos, propagado a paz e o amor ao próximo.

Por que tanta melindragem, para dar voz de prisão a um chefe de quadrilha, que fez vista grossa a bandidos, dilapidadores da nação brasileira, enquanto tantas crianças, jovens e idosos, sofrem as consequências, por falta de uma boa política na educação, na saúde e nos setores sócias da nação.

Trabalhadores honrados e seus faimiliares, morrem cotidianamente, por falta dos recursos, que embora existam, estão nas contas dos corruptos, em paraísos fiscais, corruptos que enganaram o povo, comprando votos e fazendo festas, com o próprio dinheiro público.

A pós-modernidade traz na Era da globalização deste planeta, a glorificação do materialismo, o endeusamento do consumismo e a religião dessagrada ou desgraçada da corrupção.

As inteligências deste país, a serviço dessa nação, não deveriam se preocuparem em prender LULA hoje, como vítima, para soltá-lo amanhã como herói.

Mas por outro lado, a história que se concretiza no Brasil de  hoje, nos deixará uma lição, daquelas de tirar o chapéu.

Luiz Inácio Lula da Silva, a nosso ver, traz à tona, a lembrança de um de nossos personagens folclóricos, O PEDRO MALAZRTE.

Este nordestino das caatingas, iletrado, mas vivido, conseguiu colocar diante de si, uma corte de justiça de joelho e além do mais, dividir a opinião de uma das maiores nações do planeta.

Se fazendo de santo do pau oco, como merecedor de clemência, o que nos parece é que até se apontar a culpabilidade de LULA, em várias falcatruas praticadas por ele e seus comparsas, contra a nação, todos eram iguais perante as leis do Brasil.

Agora, o que se depreende com a evidência da sua culpa, ou culpas, o que nos parecia ser só uma, querem, que sejam duas, as formas de se aplicar a Lei no Brasil.

Uma para Lula e seus comparsas e outra para os demais brasileiros, aqueles que são todos iguais, “os pobres e sem poder político”.

Cada dia que herdamos nesta terra, tempos da pós-modernidade, sempre vamos ter coisas novas a aprender.

No Brasil, o ex-presidente, LULA, ou seja, um ex-tripresidente, LULA, pelo que nos parece, LULA, foi presidente dos milionários, enganou boa parcela dos analfabetos políticos e miseráveis da nação, e entra para história como o presidente dos corruptos do Brasil.

Enfim, o ex-presidente LULA, com seu abusado comportamento antipatriótico, foi capaz de ironizar a sua própria desgraça, tentando tirar proveito dela.

Depois de ter sua prisão decretada, saiu correndo para seu esconderijo, o Sindicato dos Metalúrgicos, que durante sua militância, foi seu oratório, para perguntar a seus coroinhas se devia se entregar ou não.

Pasmem todos os brasileiros, depois deste mal exemplo, deixado por um dos maiores populistas dos chefes desta nação, não há mais nada do que se duvidar.

O jeitinho brasileiro, vai ficando tão nojento, que corruptos no Brasil, depois de condenado, tem o direito de dizer para os seus julgadores, como que ele quer ser preso.

Só faltou nesta comédia, o prisioneiro LULA, determinar seu cardápio na prisão e exigir do sistema, por quem ele queria ser servido.

 Lira Netto/repórter do povo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s